- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.515 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Alma perdida

Florbela Espanca / Júlio Proença *fado esmeraldinha*
Repertório de Joaquim Cardoso 

Toda esta noite o rouxinol chorou
Gemeu, rezou, gritou perdidamente
Alma de rouxinol, alma de gente
Tu és, talvez, alguém que se finou

Tu és, talvez, um sonho que passou
Que se fundiu na dor, suavemente
Talvez sejas a alma, alma doente
D'alguém que quis amar e nunca amou

Toda a noite choraste e eu chorei
Talvez porque, ao ouvir-te, adivinhei
Que ninguém é mais triste do que nós

Contaste tanta coisa à noite calma;
Que eu pensei que tu eras a minh'alma
Que chorasse perdida em tua voz