- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - - - -
As 5.440 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os
- - - - -
Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE *filósofo
- - - - -
USE O MOTOR DE BUSCA *barra de links* PARA PESQUISA FÁCIL

Último poema

Vasco Lima Couto / Manuel Mendes
Repertório de Ricardo Ribeiro 

Então até amanhã meu dia triste
Na taverna da noite do meu fado
Onde canto o amor que não existe
Neste meu amanhã abandonado

Grito dentro de mim a noite e o dia
Nesta hora do sonho mais profundo
Que regressa na voz da despedida
Com que te vejo por estar no mundo

Nas palavras amadas que perdi
O ontem que tu foste já me foge
Então até amanhã, disseste, e eu vi
Que o amanhã não chega ao ontem de hoje