As 5.156 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores !!!
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
<> POR FAVOR, alerte-me para qualquer erro que encontre <>
<> Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* Por motivos alheios à minha vontade, o motor de busca nem sempre responde satisfatóriamente *

* A seleção alfabética é da responsabilidade da blogspot !!!
* Caso necessite de ajuda envie a sua mensagem para: fadopoesia@gmail.com *
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Tão antigo como o fado

Castro Infante / Alfredo Duarte *pierrot *
Repertório de Pedro Lisboa 

Uma carta amarelada sobre a mesa
Um rosário num missal entrelaçado
A um canto uma guitarra portuguesa
É um quadro tão antigo como o fad
o

Vela ardida que ficou num castiçal
Um relógio que dá horas numa reza
Folhas secas numa caixa de torsal
Uma carta amarelada sobre a mesa

Há uma arca sob o vão de uma janela
Tapa a cama uma colcha com um bordado
As cortinas espreitando p’ra viela
Um rosário num missal entrelaçado

Fazem roda três cadeiras bem antigas
Há uma jarra muito esguia sobre a mesa
Um álbum cheio de saudade das amigas
A um canto uma guitarra portuguesa

Está um homem de samarra e de boné
Num retrato muito antigo e desbotado
Sobre a cama a cigarreira e o cachené
É um quadro tão antigo como o fado