- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Outros tempos, outro fado

Tony Carolas / Alfredo Correeiro *marcha do correeiro*
Repertório de Nelson Duarte

Ai quantas noites de farra
Com vinho, mulheres em fado
Vividas na Mouraria
Ao trinar de uma guitarra
Com a viola a seu lado
Começava a cantoria

Fidalgos e marinheiros
Camareiras e rufias / Marialvas de tipóias
E outros mais companheiros
Iam ali todos os dias / Para andarem nas rambóias

Se alguém embriagado
Ou um qualquer rufião / Provocavam a desordem
Logo um fadista afamado
Ia chamá-lo à razão / Ou então, pô-lo na ordem

Era asssim antigamente
Que o fado era cantado / Até ao romper do dia
Hoje o fado está diferente
Outros tempos, outro fado / Numa outra Mouraria