As 5.156 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores !!!
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
<> POR FAVOR, alerte-me para qualquer erro que encontre <>
<> Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* Por motivos alheios à minha vontade, o motor de busca nem sempre responde satisfatóriamente *

* A seleção alfabética é da responsabilidade da blogspot !!!
* Caso necessite de ajuda envie a sua mensagem para: fadopoesia@gmail.com *
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Uma sombra qualquer

Letra e música de Carlos Alberto França
Repertório de António Mourão

Ando perdido na noite do tempo
Como o luar pelo espaço vazio
Olho-me às vezes e não reconheço
O que sobra de mim è meu rosto sombrio

Sonho acordado que tenho o teu corpo
Quero dormir mas o tempo demora
Triste destino de barco sem porto
Como um peso morto ao romper da aurora

Como uma sombra qualquer
Minha vida è viver sem sentido sequer
Disperso de mim, do meu próprio ser
È talvez uma loucura que ainda perdura
Tentar esquecer
Se já não há cura para o meu viver

Ando esquecido daquilo que fui
Pelo amor que a teu lado vivi
Onde estou eu que já não sei quem sou
Desde o dia cinzento em que te perdi

Imaginar o que farás agora
Que te encontraste e ès feliz finalmente
È o veneno que hoje me devora
Porque eu fiquei só num mundo tão diferente