- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

O Porto é assim

Manuel Paião / Eduardo Damas
Repertório de Alberto Ribeiro

Uma rua a descer uma outra a subir
Um céu cheio de cor, um rio a reflugir

São o Porto a viver, são o Porto a olhar
Lá ao longe o azul e a beleza do mar

Uma ponte de ferro
Um barquinho a passar
Uma torre bem alta
Junto ao céu a brilhar;
Uma cara morena
Passa agora por mim
Um sorriso no ar
E o Porto è assim


Há beleza e há cor na Ribeira a cantar
Há ternura e amor, há gente que sabe amar 


O casario sem fim olhando a margem de lá
Parece dizer-lhe adeus, querer saír donde está