- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Medalha da Senhora das Dores

Vitorino Salomé *fado da medalhinha*
Repertório de Camané

Não desvies os teus olhos dis meus
Quando passo à tua porta
Trago sempre no meu peito
A medalhinha inocente
Que me ofereceste ao escurecer
Naquele domingo tão triste

Só luzia a chama morna, fraquinha
Dun candeeiro de loiça pintada
Quando atiraste o cabelo p'ra trás
E da tua garganta firme, certeira
Soltou-se o fado
Ai tão amarga, dolorosa despedida

A santa tem sete espadas cravadas
Num coração com espinhos d'oiro na coroa
Lá se me foi o amor
A sangrar lágrimas puras e tristes
Foi-se o amor eu fiquei só
Tu em esplendor 
Estamos quites