- - - - -

- - - - -
<> Clique na imagem e oiça Fado <>
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.650 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Tempo de fado

Letra e música de Mário Moniz Pereira
Repertório de Tristão da Silva

Tempos antigos com os meus amigos
Não custavam a passar
Tempo d'esperança que uma criança
Vive a brincar
Tempo esquecido, tempo perdido
Tempo passado
Noites seguidas muito vividas
Tempo de fado

Só tu ó madrugada
Foste a culpada do meu sofrer
Permite, por favor
Que o meu amor volte a nascer 


Procura entre o luar
Alguém que venha amar
Só tu ó madrugada
Foste a culpada do meu penar