- - - - -

- - - - -
<> Clique na imagem e oiça Fado <>
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.650 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

O tiro pela culatra

Maria do Rosário Pedreira / Ricardo Cruz
Repertório de António Zambujo

Mal a vi fui seduzido
P’lo seu corpo lança-chama
E a perna bem torneada
E meti no meu sentido:
Se não a levo prá cama
Não sou homem não sou nada

Puz um ar de matador
E assim, sem falinhas mansas / Convideia-a para jantar
Quase a vi ficar sem cor
Mas, quando eu perdia as esperanças / Aceitou sem hesitar

Pronto prá grande conquista
Barba feita, risca ao lado / Sapato novo e brilhante
Comprei rosas na florista
E cheguei adiantado / À porta do restaurante

Quase me caía o queixo
E até fiquei aturdido / Com o choque da surpresa
Ela, ao chegar, deu-me um beijo
Apresentou-me o marido / E foi andado prá mesa