- - - - -

- - - - -
<> Clique na imagem e oiça Fado <>
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.650 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Serás tudo

José Fernandes Castro / Miguel Ramos *fado alberto*
Repertório de Alda Branca

Jamais me cansarei de te cantar
Jamais serás poema que não digo
Serás em cada noite, o meu luar
E em cada tempestade, o meu abrigo

Serás a minha rima abençoada
Nos versos que terei para escrever
Serás a minha doce madrugada
Poema me vai adormecer

Serás a intensidade dum clarão
Estrela que me guia aonde eu for
Serás, na minha voz de solidão
Guitarra que me dá versos d’amor

Farei de ti o Deus da minha fé
Contigo, inventarei novo pecar 
Se minha voz se mantiver de pé
Jamais me cansarei de te cantar