- - - - -

- - - - -
<> Clique na imagem e oiça Fado <>
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.650 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Por me ver sozinha assim

Tiago Torres da Silva / Filipe Pinto *fado meia noite*
Repertório de Cristina Nóbrega

O que dói na solidão
Não é o ficar sozinha
É não haver outra mão
Para se agarrar à minha

É não sentir um sorriso / Nem o barulho de passos
É não ter, quando preciso / O carinho de dois braços

O pior da solidão / Sempre que a temos por sina
É saber que o coração / Já só bate por rotina

É ver que a lua vai alta / Mas não saber do luar
É sentir a tua falta / E já nem a lamentar

Mas quando perco a razão / Por me ver sozinha assim
Descubro que a solidão / É eu estar longe de mim