- - - - -

- - - - -
<> Clique na imagem e oiça Fado <>
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.700 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Verdes anos

José Luis Gordo / José Marques do Amaral
Repertório de Maria da Fé

Trago meu país primeiro
Por dentro da minha voz
Dou todo o meu corpo inteiro
Ao canto que não tem foz

O meu canto é sempre novo / É um rio que se alimenta
De matar a sede ao povo / No canto que
'ele próprio inventa

Ai fado, amor, meu destino / Meu namoro de criança
Minha paixão, desatino / 
Que só minha voz alcança

Ai, amor, tantos enganos / Na minha entrega total
Dei-te tantos verdes anos / 
Por amor a Portugal