- - - - -

- - - - -
<> Clique na imagem e oiça Fado <>
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.685 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Outono ou primavera

António Campos / Pedro Rodrigues *fado primavera*
Repertório de Pedro Vilar

Nada tive na chegada
Nem um pouco ou quase nada
Nada tinham p’ra me dar
Não sei o que faço aqui
Pois nada, nada pedi
Nem conheço este lugar

Se uma brisa aqui passasse
Que de leve me tocasse / E me dissesse o que eu sou
Quem sabe eu não fôra alguém
Que não sabe de onde vem / Mas que um dia alguém amou

Se eu fosse vinho ou fermento
Ou mesmo um golpe de vento / Pelo menos tinha um nome
Mas não sei nada de mim
Se sou princípio ou sou fim / Nem o não ser que consome

Olho em volta e nada faço
Não sinto dor nem cansaço / Não sou razão nem quimera
Tudo tudo é abandono
Não sei se nasci no outono / Se morri na primavera