- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.580 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Lágrimas do céu

Carlos Conde / João Maria dos Anjos
Repertório de Raúl Pereira

Quando eu canto e a chuva cai
Uma nuvem de incerteza
Paira em mim de quando em quando
Cada gota lembra um ai
A rimar com a tristeza
Dos versos que vou cantando

E na doce melodia
De que o fado se reveste / Quando o meu olhar embaça
Vivo a estranha sinfonia
Da chuva que o vento agreste / Faz murmurar na vidraça

Então dou, no meu lamento
Ao fado que me prendeu / Rimas tristes, pobrezinhas
Cai a chuva, geme o vento
São as lágrimas do céu / Que fazem brotar as minhas