- - - - -

- - - - -
<> Clique na imagem e oiça Fado <>
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.650 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

O que sobrou foi amor

Letra e musica de Pedro Campos
Repertório de Hélder Moutinho

Promessas das luzes deste bairro que eu conheço
Das noites tão sofridas em que peço
A Deus por mim
Momentos perdidos neste tempo que passou
Tão tristes, alegres como eu sou
Fazem parte de mim

Lisboa dos bairros da tristeza que não passa
Das horas que dão vida e o sol da Graça da minha dor
Lisboa nasceu assim para mim nos braços da Mouraria
E o que sobrou foi amor
Lisboa da vida do dia a dia, dos becos da Mouraria
E o que sobrou foi amor