<> Canal de Rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça a Rádio Bocas do Fado

<> <> <>
Este espaço foi criado <> Com grande dedicação <> Por alguém que faz do fado <> A sua religião.

<> <> <>
As 5.850 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Fado antigo

Letra e música de João do Carmo Noronha
Repertório de Maria Teresa de Noronha

Corria a vida, voava
Surgiste no meu caminho
E o tempo quando passava
Passava devagarinho

Antes ceguinha ficasse / Naquela maldita hora
Se em vez de ver-te cegasse / Sofria menos agora

Jurei há muito esquecer-te / E a jura tão bem cumpri
Que não te esqueço a pensar / Que me hei-de esquecer de ti

Chorai guitarras, chorai / Acompanhem meu sentir
Que eu também choro e não tenho / 
Ninguém que me queira ouvir