- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Na tua boca sou tudo

Artur Ribeiro / Fernando Carvalho
Repertório de Lenita Gentil

Aos teus olhos, meu amor
Eu sou bem mais que aos olhos meus
Mesmo as coisas sem valor
Mais belas são aos olhos teus

Eu sou esse riso que pões / Sempre que falas em mim
Mas
sou também as razões / Dos teus sermões não terem fim

Na tua boca sou tudo / E tal fé pões no que vês
Que às vezes até me iludo / E julgo ser quem tu crês

Na tua boca sou tudo / O que de bom Deus criou
Mas se te zangas, então eu mudo / Sou tudo o que Deus não mandou

Sou o teu sol, o teu mar / Do teu olhar eu sou a luz
Eu sou todo o verbo amar / Sou o teu lar, teu ai-jesus

Eu sou umas vezes a tal / Que mora no teu coração
Outras a causa e o mal / 
Do mundo ser um mundo cão