Clique na imagem e oiça Fado !!!
* * * * *
As 5.380 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores !!!
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
<> Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE *filósofo brasileiro* 1921/1997
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* Por motivos alheios à minha vontade, o motor de busca nem sempre responde satisfatóriamente *
------------------------------------------------------------------------- -------------------------------------------------------------------------
* Caso necessite de ajuda envie a sua mensagem para: fadopoesia@gmail.com *
* * * * *

Por eleição

António José / Ferrer Trindade
Repertório de António Rocha

Por eleição fiquei um rei
Mas rei do fado
E não direi que não gostei
Isso é que não
É natural
Pois quem se entrega ao fado assim
Nasceu p’ra ser fadista até ao fim
E por sinal
Contudo, ainda não despertei (?)
Que eu sou igual
O nosso fado é que é um rei

Eu cá bem sei qual a lei deste reinado
Ser rei do fado por tradição
Não pode ser quem o sentir amargurado
Mas transformado numa canção

Sei muito bem que alguém falou, já despeitado
Desanimado, sem ter razão
Pois afinal, quem me quer mal pensou errado
Porque rei do fado é meu condão

Pois afinal, quem me quer mal pensou errado
Porque rei do fado será qualquer coração