- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - - - -
As 5.440 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os
- - - - -
Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE *filósofo*
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Olhos esquivos

António Rocha / Alfredo Duarte *fado cuf*
Repertório de António Rocha

Não sabes quanto os teus olhos me intrigam
Tão fugidios, pouco se deixam ver
Talvez tenhas receio que me digam
O que não tens coragem de dizer

Olhos que me pertubam os sentidos
Cor da esperança que encheu meu coração
Porque os trazes assim tão oprimidos
Sempre escondidos, sempre olhando o chão

Afasta dos teus olhos a tristeza
Deixa-os sorrir p’ra vida, que é tão breve
Dá-me desses dois círios a beleza
Para que minha cruz seja mais leve

Olha-me bem de frente, com ternura
Para que nos teus olhos possa ler
Verdades que desejo com loucura
E tu não tens coragem de dizer