- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.500 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

O grande ausente

João Gomes / Julio Proença *fado proença*
Repertório de Fernando Maurício

Passei hoje à Mouraria
Deserta, triste, abatida
Na mais estranha cegueira
E recordei junto à Guia
A febre d’alma incontida
De Gabriel de Oliveira

Se esse marujo imponente
Visse morrer ao desdém  / A fé sentida que havia
Esse poeta valente
Sofria mais que ninguém / Na velhinha Mouraria

Sua voz tinha a magia
De impor respeito a qualquer / Nos bairros mais desordeiros
E quando amava, sentia
Fosse por qualquer mulher / Sentimentos verdadeiros

Hoje ficou como imagem
Saudade de alguém ausente / A espalhar melancolia
Como que estranha miragem
A recordar tristemente / Um grande da Mouraria