- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO
CANAL DE JOSÉ FERNANDES CASTRO EM PARCERIA COM A RÁDIO MIRA

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores *

<> 6.365 LETRAS <> 2.245.800 VISITAS <> AGOSTO DE 2021 <>

* ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO *

* POIS MESMO DESAGRADANDO /*/ A *TROIANOS* MALDIZENTES /*/ OS "GREGOS VÃO APOIANDO /*/ E VÃO FICANDO CONTENTES *

* NÃO ENCONTRA O FADO PREFERIDO? /*/ ENVIE, POR FAVOR, O SEU PEDIDO * fadopoesia@gmail.com

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* NASCEU ASSIM... CRESCEU ASSIM... CHAMA-SE FADO // Vasco Graça Moura // Porto 03.01.1942 // Lisboa 27.04.2014 *

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Fado poliglota

Letra e musica de António Rocha
Repertório do autor

Ó fado que és sempre fado
Como estás moderno agora
Até já te oiço cantado
Nos idiomas lá de fora

Para agradares aos turistas
És cortês, és delicado
Fazes tudo p’ra dar nas vistas
Mas não deixas de ser fado

Se uma inglesa aparece... yes, yes, yes, yes
Se uma francesa sorri... oui, oui, oui, oui
Quando uma alemã vem cá… ya, ya, ya, ya
E à espanhola com audácia tu dizes... viva la gracia

Brasileira, entras no samba
Velho fado doutra era
E ao veres uma italiana
Dizes logo, buona sera

Japonesa, arigatô
Dizes tu, semi-curvado
E até shalom, shalom
Já te ouvi dizer ao fado