- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.580 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Mar de solidão

José Fernandes Castro / José Marques *fado triplicado*
Repertório de Alda Branca

Fui ao mar ver se te via
Num dia em que a maresia
Tinha o cheiro da paixão
Fui ao mar, mas não te vi
E senti que me perdi
Nas ondas da solidão

Fui ao jardim do prazer
Colher uma flor qualquer / Que tivesse a tua cor
Trouxe uma rosa encarnada
Desfolhada, amargurada / E da cor do meu amor

Depois fui p’la noite escura
À procura da ternura / Que por ti foi prometida
Voltei d’alma semi-nua
Porque a lua que era tua / Perdeu o gosto p’la vida

Agora sou desalento
Que o vento, p’ra meu tormento/ Faz soluçar noite e dia
Fui ao mar chamar por ti
Não te vi e então senti / Que trago a vida vazia