- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - - - -
As 5.440 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os
- - - - -
Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE *filósofo*
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Corpo sem dono

Fernando Campos de Castro / Armando Machado *fado maria rita*
Repertório de Alzira Afonso

Não seja a noite a perder-te
Pelos caminhos mais densos
Nem venhas amor tão tarde
Que os meus sentidos suspensos
Só desejam acender-te
Neste fogo que em mim arde

Não deixes que os medos prendam
Nem que se arrastem na lama / Nesta hora os teus desejos
Deixa que as bocas se rendam
No mar aberto da cama / Sob um naufrágio de beijos

Não fiques amargurado
Nem julgues ser fantasia / Se ouvires dizer que morreu
O meu corpo abandonado
Cansado na noite fria / D’esperar pelo corpo teu

Corpo gelado e sem sono
Que quase já não resiste / Sobre o lençol já desfeito
Corpo sem alma e sem dono
Por dentro da noite triste / Sem nada dentro do peito