<> Canal de rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça Fados

<> <> <>
As 5.850 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Até ao Verão

Letra e musica de Márcia Santos
Repertório de Ana Moura

Deixei na Primavera o cheiro a cravo
Rosa e quimera que me encravam
Na memória que inventei
E andei como quem espera p’lo fracasso
Contra mazela em corpo de aço
Nas ruelas do desdém

E a mim que importa se é bem ou mal
Se me falha a cor da chama a vida toda, é-me igual
Vim sem volta, queira eu ou não
Que me calhe e vida insana e vá sem boda até ao Verão

Deixei na primavera o som do encanto
Risa, promessa e sono santo
Já não sei o que é dormir bem
E andei pelas favelas do que eu faço
Ora tropeço em erros crassos
Ora esqueço onde errei