<> Canal de Rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça a Rádio Bocas do Fado

<> <> <>
Este espaço foi criado <> Com grande dedicação <> Por alguém que faz do fado <> A sua religião.

<> <> <>
As 5.850 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Insensatez

Carlos Escobar / Georgino de Sousa *fado georgino*
Repertório de Fábio Frieza

Falando de insensatez
Começo... era uma vez
Um eu, a traír a vida
A vida riu-se de mim
E agora olho p’ra ti
E sinto a alma ferida

Se mão te tenho nos braços
Quero saber os teus passos / E o que fazes sózinha
E a vida faz-me pagar
Por não ter sabido amar / Por ter sido erva daninha

Quando eras posse minha
Eu sorria, ia e vinha / Sempre de alma levantada
Sabia-te presa a mim
Não devia ser assim / Mas tinha-te mal amada

Agora falo em segredo
Falo p’ra mim, tenho medo / Pois não te posso perder
É a vida a que eu me dei
Quando o teu amor deixei / Deixei o amor morrer