<> Canal de Rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça a Rádio Bocas do Fado

<> <> <>
Este espaço foi criado <> Com grande dedicação <> Por alguém que faz do fado <> A sua religião.

<> <> <>
As 5.850 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Estou sempre de passagem

João Fezas Vital / Renato Varela *fado varela*
Repertório de João Braga

Cheguei de parte alguma c’oa saudade
Nos olhos, cor de nada p’ra lembrar
Tão triste, mesmo assim cheguei verdade
E a noite proibiu-me o teu olhar

Houvera uma lágrima de vida
Um gota queimada p’lo amor
Houvera uma frase mais sentida
Meus olhos ganhariam mais calor

Teu corpo recusou minha viagem
Faltaste tu inteira no regresso
Mãos abertas, estou sempre de passagem
Mas é apenas isso que eu mereço