- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Adeus Lisboa

Amadeu do Vale / Alberto Ribeiro
Repertório de Alberto Ribeiro

Adeus velha Lisboa, das guitarras
Plangentes de amargura pelas vielas
Lisboa dos pardais, Lisboa das cigarras
Do sol batendo em cheio nos vidros das janelas

Adeus Lisboa
Da velha Alfama sombria
Lisboa da Mouraria
Lisboa da tradição
Adeus Lisboa
Cheia de luz e de cor
Amor do meu coração

Adeus velha Lisboa das canções
Dos pares de namorados pelas esquinas
Das tardes outonais, da graça dos pregões
Da cor verde do Tejo, dos olhos das varinas