- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Meu rosário de fado

Manuel Carvalho / Carlos Simões Neves *fado tamanquinhas*
Repertório de Laura Santos


Depois da luz se apagar
E as velas serem acesas
O fado vai começar
Andam sombras a bailar
Paira silêncio nas mesas

Quem se benze p’ra cantar / Com o seu xaile traçado

Traz tristeza no olhar / Traz contas p’ra desfiar
No seu rosário de fado

Quem canta seu mal espanta / Diz o povo e com razão
No fado que nos encanta / Nem sempre sai da garganta
O que manda o coração

Chora a guitarra dolente / Com seu suave trinado
Eu estou com minha gente / É assim neste ambiente
Que adoro cantar o fado