- - - - - - - - - -

- - - - - - - - - -
- - - - - - - - - -

° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6.170 LETRAS PUBLICADAS // 1.970.000 VISITAS // OUTUBRO 2020

Atingido este valor // Que me faz sentir honrado // Continuo, com amor // A ser servidor do fado.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Existem (pelo menos) 80 letras publicadas que nao constam do índice.

Caso encontre alguma avise-me, por favor.

Se não encontra o Fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido.

Isto de ser poeta

Artur Ribeiro / António Barbeirinho *fado porto*
Gravado por José Vilela
Repertório de Rodrigo

Ser poeta, aos olhos meus
É olhar o universo
É ver mais longe e mais fundo
É ser mais pobre que Deus
É dar ao mundo num verso
Toda a riqueza do mundo

Ser poeta é ser capaz
De dar o que a alma encerra
Em defesa da verdade
É fazer das horas más
Versos que inundam a terra
A pregar humanidade

Ser poeta é ser pouco
É ser tão pouco e dizer
Coisas de causar espanto
Quem dera passar por louco
Quem dera poeta ser
Dos versos que apenas canto