- - - - - - - - - -

- - - - - - - - - -
- - - - - - - - - -

° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6.170 LETRAS PUBLICADAS // 2.000.000 VISITAS // DEZEMBRO 2020

Atingido este valor // Que me faz sentir honrado // Continuo, com amor // A ser servidor do fado.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Existem (pelo menos) 80 letras publicadas que nao constam do índice.

Caso encontre alguma avise-me, por favor.

Se não encontra o Fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido.

A rua do silêncio

Amadeu Sousa Freitas / Alfredo Duarte
Repertório de Carlos do Carmo

Na rua do silêncio
É tudo mais ausente
Até foge o luar
E até a vida é pranto;
Não há juras de amor
Não há quem nos lamente
E o sol quando lá vai
É p’ra deitar quebranto

Na rua do silêncio o fado é mais sombrio
E as sombras d’uma flor, não cabem lá também
A rua tem destino e o seu destino frio
Não tem sentido algum, não passa lá ninguém

Na rua do silêncio as portas estão fechadas
E a té o solho cai, sem fé e sem ternura
Na rua do silêncio há lágrimas cansadas
Na rua do silêncio é sempre noite escura