As 5.180 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores !!!
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
<> POR FAVOR, alerte-me para qualquer erro que encontre <>
<> Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* Por motivos alheios à minha vontade, o motor de busca nem sempre responde satisfatóriamente *

* A seleção alfabética é da responsabilidade da blogspot !!!
* Caso necessite de ajuda envie a sua mensagem para: fadopoesia@gmail.com *
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Não olhes p’ra mim, não ollhes

Manuel de Almeida / Popular *fado corrido*
Repertório de Manuel de Almeida


Não olhes p’ra mim, não olhes
Eu vivo tão bem assim
Olha lá p’ra quem quiseres
Mas não olhes mais p’ra mim

Depois de tudo acabado / Entre nós, mais nada existe
Recordar um amor triste / Não te esqueças que é pecado
No mundo por Deus criado / Tudo tem começo e fim
E quando passares por mim / Na certeza que bem escolhes
Não olhes p’ra mim, não olhes
Eu vivo tão bem assim

Voltar atrás era asneira / Sou firme, não tenhas dó
Vale mais uma dôr só / Que sofrer a vida inteira
Nosso amor foi qual fogueira / Que se apagou, teve fim
Mas a vida é mesmo assim / E sendo assim se preferes
Olha lá p’ra quem quiseres
Mas não olhes mais p’ra mim

Se acaso voltasse atrás / Recordando o que sofri
Confesso que era capaz / De ter só olhos p’ra ti