- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Coimbra e Lisboa num só fado

Victor Morgado / Alexandre Fontes
Repertório de Victor Branco

Em Coimbra e em Lisboa
Canta-se o fado com fé
No Bairro da Madragoa
E também na velha Sé

Quanta beleza ele encerra / No seu jeito magoado
Foi herói, andou na guerra / Com a saudade a seu lado

Canta em Coimbra o estudante / Em serenatas de fama
Em Lisboa, ele anda errante / No bairro velho de Alfama

Eu sei que até dizem mal / Deste fado que Deus fez
Mas este fado, afinal / É nosso e bem português