- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Canção do emigrante

Domingos Gonçalves da Costa / Francisco Carvalhinho
Repertório de Lenita Gentil

Ó português, se alguma vez saíres da barra
Escuta o que eu digo, leva contigo uma guitarra
E se a crueza duma tristeza teu peito invade
Abraça a guitarra e canta, que sentes menos saudade

Canta ó emigrante
Que a pátria distante te ouvirá talvez
Quem te ouvir cantar
Não pode olvidar que és bom português
Lança as tuas mágoas
Ao sabor das águas, sim, canta e sorri
Desfia o saudoso terço
Que a pátria que te foi berço, espera por ti

Canta o amor, a luz e côr das capelinhas
Na tua aldeia mimosa e cheia de flores branquinhas
Canta emigrante, feliz contente, porque afinal
Assim de guitarra ao peito estás perto de Portugal