- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Cúmulo do azar *humor*

Neca Rafael / Armandinho *fado alexandrino antigo*
Repertório de Neca Rafael

O cúmulo do azar / Azar austero e mau
Vós não sabeis qual é / Que afecta uma pessoa
É um desgraçado ter / Uma perna de pau
E levar um pontapé / Na perna que está boa

É um tipo ser ceguinho / Apenas ver por um olho
Mas o azar persegue-o / E sem mais nem para quê
Alguém grita “oh da guarda” / Ele acode ao restolho
E leva um grande soco / No olho por onde vê

É um tipo ser casado / E a esposa fugir
É ele ver-se á solta / Gozando a vida bela
P'ra cúmulo do azar / Aesposa torna a vir
E traz p'ra sua casa / A santa da mãe dela

É um tipo ser careca / E oferecerem-lhe pentes
É um outro que ouve bem / E só lhe falam aos gritos
Outro come Maizena / Só porque não tem dentes
E a esposa distraída / Anda a pôr-lhe os palitos