- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.515 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Boa-noite solidão

Jorge Fernando / António dos Santos *balada do antónio*
Repertório de Jorge Fernando

Boa-noite solidão
Vi entrar pela janela
O teu corpo de negrura;
Quero dar-me à tua mão
Como a chama duma vela
Dá a mão à noite escura

Só tu sabes, solidão
A angústia que traz a dor
/ Quando o amor a gente nega
Como quem perde a razão
Afogamos nosso amor
/ No orgulho que nos cega


Os teus dedos, solidão
Despenteiam a saudade / Que ficou no lugar dela
Espalhas saudades p'lo chão
E contra a minha vontade / Lembras-me a vida com ela


Com o coração na mão
Vou pedir-te, sem fingir / Que não me fales mais dela
Boa-noite solidão
Agora quero dormir / Porque vou sonhar com ela